Atendimento médico no conforto de casa para quem mais precisa

Atendimento médico no conforto de casa para quem mais precisa

A comoção tomou conta do aposentado João Antônio Rodrigues, 71 anos, morador do Guará II, ao receber a visita de profissionais da equipe de Estratégia Saúde da Família (ESF) da Unidade Básica de Saúde (UBS) 3. As lágrimas que escorriam pelo seu rosto não eram de tristeza, mas sim de profunda gratidão pelo cuidado recebido em sua própria casa.

Devido a limitações físicas, João Antônio enfrenta dificuldades para se deslocar até a UBS para consultas médicas. No entanto, o Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Saúde e do Sistema Único de Saúde (SUS), garante que o acesso à saúde seja um direito de todos, sem exceções. Através do serviço de atendimento domiciliar, equipes multiprofissionais compostas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde visitam pacientes que não podem se locomover até as unidades de saúde.

Um atendimento completo e humanizado

A visita à casa de João Antônio incluiu uma avaliação completa de sua saúde, com a realização de exames físicos, verificação da pressão arterial, glicemia e outros sinais vitais. O aposentado também recebeu orientações sobre cuidados diários, medicamentos e acompanhamento periódico.

“É a primeira vez que somos atendidos em casa e foi uma experiência muito mais tranquila”, afirma Silvia Rodrigues, 70 anos, esposa de João Antônio. “Geralmente, na UBS está mais cheio e poder ser atendido no conforto de casa é muito melhor”, completa.

Para além do atendimento médico

O atendimento domiciliar oferecido pelas equipes da ESF vai além da consulta médica. A equipe se preocupa com o bem-estar geral do paciente e de sua família, oferecendo apoio emocional, orientações sobre hábitos saudáveis e acompanhamento em situações de maior vulnerabilidade.

“Muitas vezes, o paciente não consegue vir até a UBS para fazer o cadastro e agendar consultas. Então, familiares nos procuram e indicam que há um membro da família com mais dificuldade de acessar os serviços do SUS. No próprio domicílio, fazemos de tudo para facilitar e agilizar o atendimento a esse paciente”, explica a enfermeira Ana Maria Padue, coordenadora da equipe da UBS 3.

Ampliação da cobertura e compromisso com a saúde

Atualmente, o DF conta com 634 equipes de ESF distribuídas em 176 UBSs, o que representa uma cobertura de 70,7% do território. Cada equipe é responsável pelo atendimento de, pelo menos, quatro mil usuários em sua área de abrangência. O objetivo do GDF é ampliar ainda mais a cobertura do serviço, garantindo que todos os cidadãos do DF tenham acesso à saúde de qualidade, independentemente de sua condição física ou social.

Um compromisso com a vida

O atendimento domiciliar oferecido pelas equipes da ESF é um exemplo do compromisso do GDF com a saúde da população do Distrito Federal. Através de um serviço humanizado e acolhedor, o governo garante que todos os cidadãos tenham acesso à atenção básica de saúde, promovendo o bem-estar e a qualidade de vida da população.

Informações adicionais:

  • Para saber mais sobre o serviço de atendimento domiciliar da ESF, entre em contato com a UBS mais próxima da sua casa.
  • Você também pode consultar a Secretaria de Saúde do DF pelo site: https://www.saude.df.gov.br/
  • Ou ligar para a Central de Atendimento ao Disque Saúde: 136.

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo