Mais de 500 pessoas se reúnem em Brasília para debater temas relevantes

Mais de 500 pessoas se reúnem em Brasília para debater temas relevantes

Mais de 500 pessoas se reuniram nesta quinta-feira (4) no auditório do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), em Brasília, para participar da palestra “Ética como expressão da Justiça”, ministrada pela filósofa Lúcia Helena Galvão. O evento, que marcou a assinatura de uma parceria entre a Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) e a Organização Internacional Nova Acrópole, abordou a importância da ética na construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

A palestra

A palestra de Lúcia Helena Galvão explorou a relação entre ética e justiça, destacando a importância da reflexão sobre valores e comportamentos para a tomada de decisões justas e responsáveis. A palestrante ressaltou o papel da filosofia na formação de profissionais do direito e na defesa dos direitos dos cidadãos.

Parceria entre DPDF e Nova Acrópole

A assinatura da parceria entre a DPDF e a Nova Acrópole tem como objetivo oferecer à população acesso a atividades educativas, práticas e filosóficas que promovam a cidadania, a formação humana e o desenvolvimento social. Entre as ações previstas estão palestras, cursos, capacitações e a criação de projetos sociais.

Um compromisso com a justiça e a ética

O defensor público-geral do Distrito Federal, Celestino Chupel, destacou a importância da nova parceria para a DPDF: “Ao firmarmos esse termo de cooperação técnica com a Nova Acrópole, buscamos alcançar cidadãos que antes não eram atendidos pela instituição. Essa união trará imensos benefícios para a comunidade, combinando a expertise jurídica da DPDF com a abordagem educacional e filosófica da Nova Acrópole.”

Uma oportunidade para o público

Para Rui Lins, morador de Águas Claras, a palestra foi uma oportunidade valiosa para quem busca conhecimento teórico e orientação prática para viver de acordo com princípios éticos: “Lúcia Helena Galvão nos mostra como transformar positivamente a nossa vida e o nosso entorno, defendendo que a prática da ética pode melhorar a qualidade de vida, os relacionamentos interpessoais e a convivência em sociedade.”

O futuro da parceria

A parceria entre a DPDF e a Nova Acrópole também trará novidades ao projeto Conhecer Direito, que será lançado pela Defensoria no segundo semestre deste ano. O projeto visa ampliar o acesso da população à informação jurídica e promover a cultura dos direitos humanos.

Informações para o público:

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo