Comitê de Proteção à Mulher será inaugurado em Ceilândia

Comitê de Proteção à Mulher será inaugurado em Ceilândia

Espaço montado na administração regional da cidade vai levar mais acolhimento e proteção para o público feminino em situação de violência doméstica e familiar

Por Agência Brasília* | Edição: Carolina Caraballo

Ceilândia ganhará um novo espaço de acolhimento para mulheres com a inauguração do Comitê de Proteção à Mulher, marcada para esta quinta-feira (4), na administração regional da cidade. A unidade, sob a responsabilidade da Secretaria da Mulher do Distrito Federal (SMDF), tem como principal objetivo a proteção e promoção dos direitos das mulheres em situação de violência doméstica e familiar, proporcionando um atendimento acolhedor e direcionado para aquelas cujos direitos estão ameaçados ou violados.

Essa é a segunda unidade a entrar em funcionamento. A primeira, inaugurada em março na administração do Itapoã, tem atendido mulheres nas suas mais diversas demandas, como apoio em casos de violência, orientação para uso das políticas públicas assistenciais e encaminhamento para cursos de capacitação. Seguindo o mesmo modelo, a nova instalação contará com profissionais capacitados para atender mulheres, familiares e pessoas dispostas a denunciar situações de violência doméstica.

Segundo a secretária da Mulher, Giselle Ferreira, o espaço será um ponto de acolhimento essencial para mulheres que enfrentam situações de violência. “Cada novo comitê de proteção representa um passo significativo na luta contra a violência doméstica. Esses espaços não apenas oferecem apoio imediato às vítimas, mas também conectam essas mulheres aos recursos e programas que podem ajudá-las a reconstruir suas vidas”, destacou.

Outro ponto importante é criar uma ponte entre as mulheres em situação de vulnerabilidade e os programas e projetos realizados pela pasta, incentivando as denúncias. Essas denúncias são cruciais para interromper o ciclo de violência e evitar novos casos de feminicídio. Além de observar as vulnerabilidades enfrentadas pelo público feminino, o comitê também comunica à autoridade policial incidentes de violência, garantindo ações imediatas.

A subsecretária de Proteção à Mulher, Luana Maia, responsável pela gestão da nova unidade, reforça que esta é uma política pública em expansão. “A inauguração de novos espaços de acolhimento é fundamental para garantir que mulheres em situação de violência tenham um lugar seguro para buscar ajuda. Os comitês são um lugar de esperança. Em breve, vamos levar esses equipamentos para mais cinco regiões administrativas”, destacou.

A criação dos comitês foi aprovada pela Lei nº 7.266/2023, sancionada pelo governador Ibaneis Rocha. A medida estabelece a criação de comitês em cada região administrativa. Lago Norte, Estrutural, Águas Claras, Santa Maria, Ceilândia e Sobradinho são as próximas cidades a receberem novos espaços de proteção à mulher.

Inauguração do Comitê de Proteção à Mulher

• Data – Quinta-feira (4)
• Horário – 9h
• Local – Administração Regional de Ceilândia, localizada na QNM 13, Módulo B

*Com informações da Secretaria da Mulher

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo