Fiscalização apreende cerca de R$ 1 milhão em produtos irregulares

Fiscalização apreende cerca de R$ 1 milhão em produtos irregulares

Entre as cargas apreendidas por estarem em desacordo com a legislação tributária, há vinhos finos que custam cerca de R$ 4,5 mil a unidade

Por Agência Brasília* | Edição: Débora Cronemberger

Auditores da fiscalização tributária da Secretaria de Economia do DF (Seec) apreenderam, desde 28 de junho, cerca de R$ 1 milhão em produtos em desconformidade com a legislação tributária do Distrito Federal. As operações conduzidas nos últimos dias na BR-060, na BR-020 e em transportadoras apreenderam bebidas alcoólicas, produtos de informática, soja, pescados, vidros, máquinas de bordado, calçados e materiais de limpeza.

“Entre as cargas apreendidas estão, por exemplo, vinhos finos sem nota fiscal estimados em cerca de R$ 4.500 a unidade”, explica o coordenador de Fiscalização Tributária da Seec, Silvino Nogueira Filho. “A atuação das equipes tem por objetivo recuperar recursos que deixariam de entrar nos cofres públicos do DF.”

As operações foram conduzidas pela Gerência de Fiscalização de Mercadorias em Trânsito (GEFMT), da Coordenação de Fiscalização Tributária (Cofit), e contaram com a atuação de auditores fiscais da Receita do Distrito Federal. A atuação das equipes de auditores da Seec ocorre em dias úteis, aos fins de semana e feriados com fiscalização em vias, rodovias, transportadoras, aeroporto e estabelecimentos comerciais.

Os impostos recolhidos são utilizados pelo Estado como receitas tributárias aplicadas no desenvolvimento de políticas públicas (obras, educação, saúde, segurança, mobilidade, programas sociais, entre outros).

Fiscalização apreende cerca de R$ 1 milhão em produtos irregulares

Confira as cargas apreendidas:

– Bebidas alcoólicas (vinhos e tequilas) estimadas em cerca de R$ 430 mil, em transportadoras do Distrito Federal;
– Carreta com 40 toneladas de soja com carga avaliada em R$ 115 mil na BR-060;
– Carreta com vidros com carga estimada em R$ 230 mil na BR-060;
– Carga com quase 10 toneladas de pescados avaliada em cerca de R$ 120 mil na BR-020;
– Máquinas de bordado, calçados, produtos de informática e material de limpeza, em transportadoras do DF, com procedimento fiscal de apuração de valores.

*Com informações da Seec

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo