Polícia Penal do DF forma primeira turma de K9s após curso intenso

Polícia Penal do DF forma primeira turma de K9s após curso intenso

A Academia de Polícia Penal do Distrito Federal (APPCDF) concluiu com sucesso a primeira turma do curso de operações com cães, um marco importante na capacitação de agentes para ações táticas com o auxílio de cães treinados. A solenidade de formatura aconteceu na quinta-feira (13), no Complexo Penitenciário da Papuda.

O curso, realizado entre 10 de maio e 12 de junho, teve duração de 32 dias e contou com a participação inicial de 15 alunos. Ao final, sete formandos conquistaram o título de operadores K9, aptos para atuar em diversas áreas da segurança pública.

Especialização para mais segurança

A iniciativa demonstra o compromisso da Secretaria de Administração Penitenciária do DF (Seap-DF) em aprimorar as técnicas de policiamento e reforçar a segurança em presídios e no entorno carcerário. “Essa é uma conquista muito importante para a nossa instituição”, afirma o secretário Wenderson Teles. “Com um efetivo menor e o emprego dos cães treinados, podemos realizar revistas muito mais eficientes em todo o sistema prisional, proporcionando mais segurança para servidores e à população em geral.”

Treinamento completo para diversas situações

O curso abordou um amplo leque de disciplinas, desde anatomia e comportamento canino até sistemas de treinamento e legislação relacionada ao uso de cães em operações policiais. Os alunos também participaram de simulações realistas, incluindo atendimento pré-hospitalar em combate e operações de detecção com cães em presídios e rodovias.

Destaque para a atuação feminina

A policial penal Bruna Penna foi a aluna destaque do curso, trabalhando ao lado do cão Hulk. Ela ressalta os desafios e a superação durante a formação: “O curso foi muito desafiador, com privação de sono, frio, fome e cansaço. Mas valeu a pena! É uma realização pessoal e profissional imensa. Estar aqui representa a concretização de sonhos e também um rompimento de barreiras em uma área majoritariamente masculina.”

Resultados comprovados

O Núcleo de Operações com Cães (NOC) da Polícia Penal do DF tem se destacado nos últimos anos pelo alto índice de apreensões de drogas e outros materiais ilícitos nas unidades prisionais. Em 2023, o NOC realizou 59 operações, apreendendo 3.164 invólucros com substâncias proibidas, totalizando 10.779 kg de drogas.

Um passo importante para a segurança pública

A formatura da primeira turma de K9s da APPCDF marca um novo capítulo na história da segurança pública do Distrito Federal. Com a expertise dos novos operadores e a capacidade dos cães treinados, a expectativa é de um impacto positivo na redução da criminalidade e no aumento da sensação de segurança para a população.

Informações adicionais:

Polícia Penal do DF forma primeira turma de K9s após curso intenso

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo