Carrefour Investe em Segurança: Câmeras Corporais Reduzem Incidentes em Lojas

Carrefour Investe em Segurança: Câmeras Corporais Reduzem Incidentes em Lojas

Funcionários do Carrefour, o principal varejista do Brasil, agora contam com câmeras corporais, conhecidas como bodycams, em mais de 800 lojas, totalizando mil pontos de venda em operação no país. Semelhantes às usadas por policiais militares, essas câmeras estão no centro das discussões sobre segurança pública em estados brasileiros, como São Paulo.

O Carrefour investiu R$ 16 milhões na aquisição de 6 mil câmeras, alegando que o uso desses dispositivos resultou em uma redução de 30% nos incidentes em suas lojas. Isso abrange casos de racismo, episódios violentos e questões de segurança.

A iniciativa ganhou força após um vídeo divulgado em maio de 2023 nas redes sociais mostrar um homem e uma mulher negros sendo agredidos em um supermercado do Carrefour em Salvador (BA). Em 2020, um homem negro foi espancado até a morte em outra unidade da rede, em Porto Alegre (RS).

O programa começou nessas duas capitais e foi expandido, alcançando atualmente 4 mil fiscais e 2 mil seguranças terceirizados que passaram a utilizar os equipamentos. Os contratos com as empresas de segurança foram ajustados para tornar obrigatório o uso das bodycams. A empresa fornece os equipamentos para garantir o controle das imagens.

A redução de 30% nos incidentes foi constatada após análise nas 150 primeiras lojas que adotaram a tecnologia, ao longo de quatro meses. Embora o Carrefour seja pioneiro no Brasil no uso dessas câmeras, a prática também é empregada no Reino Unido pela rede Tesco.

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Abrir o Chat
1
💬 Precisa de ajuda?
Olá!
Podemos te ajudar?
Pular para o conteúdo