Elon Musk anuncia primeiro implante de chip cerebral humano

Elon Musk anuncia primeiro implante de chip cerebral humano

Elon Musk, CEO da Neuralink, anunciou na segunda-feira (29) que a empresa realizou o primeiro implante de chip cerebral em humano. O paciente é um homem de 23 anos com paralisia nos braços e pernas.

O chip, chamado de Telepathy, é do tamanho de uma moeda e é implantado no cérebro por meio de uma cirurgia invasiva. Ele é conectado a 1.024 eletrodos diminutos, que permitem que a Neuralink leia os sinais elétricos do cérebro.

A empresa diz que o objetivo inicial do Telepathy é permitir que as pessoas controlem um cursor ou teclado de computador usando apenas seus pensamentos. No entanto, Musk também acredita que o chip tem o potencial de revolucionar o tratamento de doenças neurológicas, como a paralisia, o Alzheimer e o Parkinson.

O paciente que recebeu o implante do Telepathy está se recuperando bem e já começou a treinar para usar o chip. Ele está usando um software que permite que ele controle um cursor de computador usando seus pensamentos.

A Neuralink ainda está no início de seus testes com o Telepathy. A empresa planeja realizar testes com mais pacientes nos próximos meses.

O que o chip faz?

O chip Telepathy é um dispositivo de interface cérebro-computador (BCI) que permite que a Neuralink leia os sinais elétricos do cérebro. Esses sinais são então enviados para um computador, que pode interpretá-los e controlá-los.

No caso do paciente com paralisia, o chip está sendo usado para controlar um cursor de computador. O paciente pode pensar em mover o cursor para cima, para baixo, para a esquerda ou para a direita, e o computador seguirá suas instruções.

A Neuralink também está trabalhando em outros usos para o chip Telepathy, como o tratamento de doenças neurológicas. Por exemplo, o chip pode ser usado para ajudar pessoas com Parkinson a controlar seus tremores.

O que vem a seguir?

A Neuralink ainda está no início de seus testes com o chip Telepathy. A empresa planeja realizar testes com mais pacientes nos próximos meses.

Se os testes forem bem-sucedidos, a Neuralink pode começar a comercializar o chip no futuro. O chip tem o potencial de revolucionar a forma como interagimos com computadores e como tratamos doenças neurológicas.

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Abrir o Chat
1
💬 Precisa de ajuda?
Olá!
Podemos te ajudar?
Pular para o conteúdo