SouthRock, dona do Starbucks e Eataly no Brasil, pede recuperação judicial

SouthRock, dona do Starbucks e Eataly no Brasil, pede recuperação judicial

A SouthRock Capital, controladora das redes Starbucks, Eataly e Subway no Brasil, entrou com pedido de recuperação judicial na noite da última terça-feira (31). A empresa, do investidor norte-americano Ken Pope, é responsável por mais de 600 lojas no país.

O pedido foi protocolado na 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo. A empresa afirma que possui dívidas de R$ 1,8 bilhão, sendo R$ 1,4 bilhão com instituições financeiras e R$ 400 milhões com fornecedores.

A SouthRock alega que a crise econômica e a inflação impactaram negativamente os seus negócios. A empresa também afirma que a pandemia de COVID-19, que levou ao fechamento temporário de lojas, agravou a situação.

A recuperação judicial é um processo legal que permite que empresas em dificuldades financeiras renegociem suas dívidas com credores. A SouthRock espera que o processo ajude a empresa a se reestruturar e continuar operando.

Impacto nas lojas

A recuperação judicial não deve impactar o funcionamento das lojas da SouthRock no Brasil. A empresa afirma que as lojas continuarão abertas e funcionando normalmente.

No entanto, o processo pode levar a algumas mudanças, como a redução de custos ou a venda de lojas. A SouthRock afirma que está comprometida em manter os seus negócios no Brasil e que está trabalhando para encontrar uma solução que seja benéfica para todos os envolvidos.

Sobre a SouthRock Capital

A SouthRock Capital é uma empresa de private equity fundada em 2010 por Ken Pope. A empresa é especializada em investimentos em varejo, alimentação e serviços.

A SouthRock adquiriu as redes Starbucks e Eataly no Brasil em 2018. A empresa também é proprietária da rede de cafeterias The Coffee Club.

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo