Projeto Café na Faixa orienta usuários sobre travessia segura das vias

Projeto Café na Faixa orienta usuários sobre travessia segura das vias

Ação do Detran-DF foi realizada em frente à Estação Samambaia Sul do Metrô, levando informações em pontos com grande tráfego de pessoas

Agência Brasília* | Edição: Saulo Moreno

Na manhã desta quarta-feira (6), o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) levou o projeto Café na Faixa para Samambaia Sul, na faixa de pedestre em frente à estação do Metrô. A iniciativa tem como objetivo promover conscientização para todos os pedestres que utilizam a faixa, principalmente onde há grande movimentação de pessoas.

“A gente fala sobre a responsabilidade de cada um no trânsito e os cuidados necessários ao atravessar na faixa. Também orientamos sobre o que fazer quando não há faixa”Miguel Videl, coordenador da ação

A cada 15 dias, a Diretoria de Educação de Trânsito do Detran-DF (Direduc), por intermédio de seu Núcleo de Programa Educativo (Nupet), promove a ação, que já contemplou terminais de ônibus e as regiões de Brasília, Sobradinho, Gama, Cruzeiro, Santa Maria, Ceilândia, Taguatinga, Guará, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, Planaltina, Recanto da Emas, Águas Claras, Estrutural, Paranoá e Itapoã.

Na ação desta quarta-feira, a equipe de três professores do Nupet chegou às 5h30, na Estação do Metrô Samambaia Sul, onde orientou quem por lá utilizava a travessia sinalizada.

“A gente fala sobre a responsabilidade de cada um no trânsito e os cuidados necessários ao atravessar na faixa. Também orientamos sobre o que fazer quando não há faixa”, explicou o coordenador da ação, Miguel Videl.

As orientações dos educadores para o pedestre são: não usar o celular e nem fone de ouvido na hora da travessia, andar em linha reta e, quando for atravessar com crianças, devem segurá-las pelo pulso.

Os motoristas são orientados a redobrar a atenção onde há fluxo de pessoas, reduzir a velocidade e sempre respeitar o pedestre ao perceber a intenção de atravessar a faixa pois, necessariamente, não é obrigatório o sinal de vida para a parada do veículo. Para o ciclista, a instrução é descer da bicicleta para dar o sinal de vida e também ficar atento à faixa de pedestre.

O projeto Café na Faixa foi criado em 2022 com esse nome porque a ideia é aproveitar as primeiras horas do dia, onde muitos cidadãos estão a caminho do trabalho, da escola e de outros afazeres e que, geralmente, saem de casa sem “aquele cafezinho”.

“A ideia é abordar aquele pedestre que está na correria do dia a dia para pegar um ônibus ou o metrô e não teve tempo de tomar um café quando saiu de casa. Então, ao final de cada palestra, o Detran-DF entrega kits educativos da temática, além, claro, de oferecer um café e lanche descontraído”, explicou a diretora do Direduc, Paula Nunan.

*Com informações do Detran-DF

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo