Os mais jovens bilionários brasileiros têm 26 e 27 anos e são fundadores do unicórnio Brex

Os mais jovens bilionários brasileiros têm 26 e 27 anos e são fundadores do unicórnio Brex

Com 28% de participação na startup, Pedro Franceschi e Henrique Dubugras acumulam patrimônio de R$ 4,35 bilhões cada

Por Redação Época NEGÓCIOS

Pedro Franceschi, de 26 anos, e Henrique Dubugras, 27, são os mais jovens bilionários brasileiros. Ambos são fundadores da fintech Brex, com sede em São Francisco, nos Estados Unidos. Com 28% de participação na startup, Franceschi e Dubugras acumulam patrimônio de R$ 4,35 bilhões cada um, o que os garantiu a 87ª posição entre os mais ricos do Brasil, segundo levantamento da Forbes

Fundada com o objetivo de revolucionar a indústria de cartões de crédito corporativos, a Brex levantou US$ 300 milhões em uma rodada de financiamento liderada pelas empresas de investimento Greenoaks Capital e TCV, em janeiro de 2022. Os aportes elevaram a sua avaliação de mercado para US$ 12,3 bilhões. 

Recentemente, a startup foi eleita a segunda empresa mais disruptiva do mundo no ranking Disruptor 50, da CNBC – mesma posição que ela ocupou na edição de 2022. A fintech ficou atrás apenas da OpenAI, criadora do ChatGPT, chatbot de inteligência artificial que é capaz de interagir com os humanos e gerar os mais diversos tipos de conteúdo.

Fundadores e co-CEOs

Pedro Franceschi e Henrique Dubugras foram tentar a vida no exterior ainda muito cedo. A dupla, que se conheceu pelas redes sociais, chegou a abrir uma empresa no Brasil, a Pagar.me, comprada pela Stone em 2016.null

Depois disso, se mudaram para os Estados Unidos com o intuito de estudar Ciência da Computação na Universidade de Stanford. Mas acabaram desistindo do curso e voltando ao empreendedorismo. Em 2019, nasceu a Brex, que trazia a missão de dar crédito a projetos que precisavam de recursos para sair do papel.

Alternativa aos cartões de crédito corporativos

A Brex nasceu como uma alternativa aos cartões de crédito corporativos. O que a diferenciou foi o seu foco em negócios de rápido crescimento – a fintech oferece limites mais altos, opções de recompensa, treinamento e masterclasses sob medida para fundadores, além de software avançado de gerenciamento de gastos, que ajusta a controlar os limites de crédito com base nos saldos de caixa e receita.

Dentre os movimentos que fez no passado, estão o lançamento do Brex Empower, uma plataforma de software financeiro com um produto de gerenciamento de gastos, e a compra da Pry Financials, plataforma de software com ferramentas para orçamento, contabilidade e previsão, por US$ 90 milhões (R$ 450 milhões).

Nos últimos anos, a Brex se tornou global, atendendo empresas sediadas nos Estados Unidos e em mais de 100 países; fez parceria com a aceleradora de startups Techstars, para obter acesso antecipado a negócios emergentes de alto potencial, e lançou o Catharsis, em parceria com o fornecedor de serviços de saúde digital Spring Health, para apoiar a saúde mental dos fundadores de startups.

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Abrir o Chat
1
💬 Precisa de ajuda?
Olá!
Podemos te ajudar?
Pular para o conteúdo