2ª edição do Sabor de Escola recebe quase o dobro de inscrições

2ª edição do Sabor de Escola recebe quase o dobro de inscrições

Receitas preparadas com frutos do Cerrado receberão três pontos a mais

Agência Brasília* | Edição: Saulo Moreno

O número de candidatos inscritos na segunda edição do Concurso Sabor de Escola é quase o dobro em relação à competição realizada no ano passado. Este ano, 305 merendeiras e merendeiros se inscreveram na competição que vai eleger o melhor prato da alimentação escolar do Distrito Federal. Em 2022, concorreram mais de 160 profissionais responsáveis por preparar a merenda dos alunos da rede pública.

Em 2022, mais de 160 merendeiros da rede pública de ensino concorreram na eleição do melhor prato da alimentação escolar do DF | Foto: Mary Leal/SEEDF

A competição já começa nesta semana. Até o dia 23 de setembro, cada uma das 14 coordenações regionais de ensino (CREs) do DF devem selecionar três receitas que vão disputar na etapa Lote, que será realizada nos dias 3, 4, 5 e 6 de outubro, e funciona como uma semifinal.

Os pratos das oito finalistas serão selecionados nesta etapa. A grande final está marcada para o dia 25 de novembro.

A Diretoria da Alimentação Escolar da Secretaria de Educação do DF (SEEDF) disponibilizou, no site do concurso, um manual para a comissão julgadora que dá orientações sobre os critérios de votação em cada uma das etapas do concurso. O primeiro critério é a viabilidade de todas as escolas da rede pública de ensino reproduzirem a receita apresentada.

O primeiro colocado ganha um prêmio no valor de R$ 9 mil; o 2º colocado, prêmio no valor de R$ 5,3 mil; o 3º colocado recebe um prêmio no valor de R$ 4,2 mil e os demais finalistas recebem um prêmio no valor de R$ 2,7 mil

Os jurados devem se questionar se todas as escolas possuem os ingredientes, equipamentos e utensílios necessários para preparar a receita, se ela exige um método de preparo muito difícil e leva um longo tempo para ser preparada e se seria possível preparar essa receita para centenas ou milhares de estudantes.

Este ano, o Sabor de Escola traz uma novidade: receitas preparadas com frutos do Cerrado ou ingredientes produzidos a partir deles receberão três pontos a mais. O edital do concurso lista cinco frutos que, caso utilizados, colocará os competidores na frente dos demais: jatobá, buriti, caju, maracujá e mandioca amarela.

O intuito é apresentar aos estudantes alimentos nativos cultivados no Centro-Oeste, já que a Secretaria de Educação pretende incluir frutos do Cerrado na alimentação escolar.

A competição

O Sabor de Escola é uma competição anual que visa promover a importância da alimentação saudável nas escolas, incentivando merendeiras e merendeiros da rede pública de ensino do DF a desenvolverem suas habilidades culinárias, explorarem novos sabores e apresentarem suas receitas únicas e deliciosas.

Os participantes são encorajados a criar pratos saudáveis e balanceados, considerando critérios como valor nutricional, apresentação, sabor e originalidade. As receitas, obrigatoriamente, devem contar com os ingredientes e produtos exclusivamente presentes no Programa de Alimentação Escolar do DF (PAE-DF).

O primeiro colocado ganha um prêmio no valor de R$ 9 mil; o 2º colocado, prêmio no valor de R$ 5,3 mil; o 3º colocado recebe um prêmio no valor de R$ 4,2 mil e os demais finalistas recebem um prêmio no valor de R$ 2,7 mil.

Cronograma:

– Realização da etapa Regional → 28 de agosto a 23 de setembro
– Divulgação do resultado da etapa Regional no site da SEEDF → 26 de setembro
– Realização da etapa Lote → 3, 4, 5 e 6 de outubro
– Divulgação do resultado da etapa Lote no site da SEEDF → 10 de outubro
– Etapa Final e divulgação do resultado → 25 de novembro.

*Com informações da SEEDF

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo