Publicada licitação para construção de nova Casa da Mulher Brasileira

Publicada licitação para construção de nova Casa da Mulher Brasileira

Em junho, o GDF autorizou as obras de três equipamentos em Sobradinho II, São Sebastião e Recanto das Emas; com investimento total de R$ 8,8 milhões

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

Foi publicado nesta sexta-feira (25), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), o aviso de adjudicação da licitação para a contratação da empresa que irá construir a quarta nova Casa da Mulher Brasileira (CMB). A contratação de empresa especializada será feita pela Secretaria da Mulher do Distrito Federal (SMDF) para a construção de unidade da Casa da Mulher Brasileira tipo III, localizada na Quadra 100, Conjunto A, Lote EC1, Trecho 2, no Setor Habitacional Sol Nascente. O valor total é de R$ 1.659.908,36, com previsão de assinatura do contrato.

Nosso compromisso é fortalecer a rede de apoio e empoderar as mulheres, buscando a construção de uma sociedade mais justa e igualitária”Giselle Ferreira, secretária da Mulher

De acordo com a secretária da Mulher, Giselle Ferreira, a nova casa será mais um ponto de proteção e ajuda para que as mulheres que mais necessitam saiam das situações de vulnerabilidade. “Em breve, Sol Nascente contará com mais um espaço integrado, além da Casa da Mulher Brasileira de Ceilândia, com o acolhimento e os cursos profissionalizantes oferecidos no local. Nosso compromisso é fortalecer a rede de apoio e empoderar as mulheres, buscando a construção de uma sociedade mais justa e igualitária”, destaca a secretária.

Empresa será contratada para construir a nova Casa da Mulher Brasileira, na Região Administrativa do Sol Nascente/Pôr do Sol | Foto: Vinicius Melo/SMDF

A unidade do Sol Nascente completa a lista das quatro novas unidades do DF. As novas CMBs serão construídas em São Sebastião, Sobradinho II, Recanto das Emas e Sol Nascente e pertencerão à tipologia III, definida pelo número de habitantes das regiões administrativas onde estarão localizadas. Isso significa que elas serão menores do que a CMB de Ceilândia, mas igualmente preparadas para atender às mulheres.

Por meio de um acordo de cooperação técnica com a Novacap, o edital de concorrência para seleção das empresas especializadas para as construções de São Sebastião, Sobradinho II e Recanto das Emas foi finalizado. O recurso orçamentário dos contratos de repasse para a construção e mobiliário das quatro casas da Mulher Brasileira foi de cerca de R$ 4,9 milhões de emendas federais para o DF e R$ 3,9 milhões de contrapartida do Governo do Distrito Federal. Os equipamentos serão coordenados pela equipe da Secretaria da Mulher e reforçam a presença do Estado junto à população.

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo