Policiais e bombeiros do DF conquistam 370 medalhas em competição no Canadá

Policiais e bombeiros do DF conquistam 370 medalhas em competição no Canadá

Delegação brasiliense contou com 318 representantes das forças de segurança e salvamento e teve desempenho histórico em torneios internacionais

Victor Fuzeira, da Agência Brasília | Edição: Vinicius Nader

Os brasilienses que fizeram parte da delegação brasileira no World Police and Fire Games, em Winnipeg, no Canadá, retornaram para a capital federal com um novo recorde na bagagem. Os atletas, que fazem parte das forças de segurança e salvamento do Distrito Federal, conquistaram 370 medalhas no evento, que encerrou no domingo (6).

Do total de medalhas conquistadas, 146 foram de ouro, 119 de prata e outras 105 de bronze. Na edição anterior, em Rotterdam, na Holanda, os policiais e bombeiros do DF conseguiram 113 medalhas – resultado, até então, recorde das corporações em participações no torneio internacional.

Neste ano, o DF mandou 318 atletas para o evento, que reúne mais de 8,5 mil bombeiros e policiais de 50 países. Foram 116 agentes da Polícia Civil (PCDF), 130 militares do Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) e 72 militares da Polícia Militar (PMDF). Eles disputaram diversas modalidades nas categorias masculino e feminino.

Medalhista este ano, o segundo sargento Wagner Pires comemora o desempenho da PMDF no campeonato. “A experiência foi muito boa, sensação indescritível de poder representar a instituição e, acima de tudo, o país. A gente vê que a PMDF tem se superado em cada edição. Tivemos um bom aproveitamento em todas as modalidades”, disse.

Do total de medalhas conquistadas pelo Brasil, 146 foram de ouro, 119 de prata e outras 105 de bronze

O militar está entre os 202 atletas da PMDF e do CBMDF que viajaram para o Canadá com o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer por meio do programa Compete Brasília. A iniciativa busca incentivar a participação de atletas e paratletas de alto rendimento das mais diversas modalidades em campeonatos nacionais e internacionais, por meio da concessão de transporte aéreo (destinos nacionais e/ou internacionais) ou transporte terrestre (destinos nacionais).

Com a edição deste ano encerrada, os participantes já estão de olho no próximo WPFG, que ocorrerá em 2025, nos Estados Unidos. “Desde 2011, eu participo do WPFG, estou na minha sétima edição. Tenho os jogos como um objetivo e, assim, mantenho o foco para estar em dia com os treinos e, por consequência, a boa forma, saúde física e mental. Quero ir a todas as edições, já estou pensando em 2025”, afirma o delegado Amarildo Fernandes, da PCDF.

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo