Administrações regionais promovem qualidade de vida no trabalho

Administrações regionais promovem qualidade de vida no trabalho

Samambaia, Varjão, Núcleo Bandeirante são algumas das que apostam na valorização do servidor como forma de atender melhor a comunidade

Carolina Caraballo, da Agência Brasília | Edição: Vinicius Nader

A preocupação com o bem-estar dos servidores tem chegado às administrações regionais. Três anos após a criação da Secretaria Executiva de Valorização e Qualidade de Vida (Sequali), dentro da Secretaria de Fazenda (Sefaz), o Governo do Distrito Federal (GDF) vivencia uma descentralização do Programa Qualidade de Vida no Trabalho (PQVT), que cada vez mais é aplicado por órgãos do Executivo como forma de melhorar o ambiente profissional.

O cuidado com os colaboradores reflete o que há de mais moderno em termos de política laboral. E o GDF tem sido pioneiro no assunto, despontando como a única entidade pública do país a ter o Plano Distrital de Qualidade de Vida, documento que norteia o PQVT.

O Espaço Qualidade de Vida, instalado no Anexo do Palácio do Buriti, serviu como inspiração para unidades em administrações regionais | Fotos: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Em Samambaia, as ações voltadas para a valorização dos colaboradores começaram a ser desenvolvidas na administração regional em março deste ano, com a organização de encontros semanais. Os bate-papos sobre temas variados ajudaram a estreitar as relações entre os 85 funcionários da repartição pública.

“Muitos colaboradores mal conheciam os colegas de trabalho, apesar de dividirem a mesma sala. E criar relações de amizade tornam o ambiente de trabalho melhor, mais acolhedor”, aponta o administrador de Samambaia. Marcos Leite de Araújo. “Além disso, temos investido na saúde e capacitação dos nossos servidores.”

“Muitos colaboradores mal conheciam os colegas de trabalho, apesar de dividirem a mesma sala. E criar relações de amizade tornam o ambiente de trabalho melhor, mais acolhedor”Marcos Leite de Araújo, administrador regional de Samambaia

A Administração de Samambaia fechou parceria com duas academias da cidade, que oferecem mensalidades com desconto para os funcionários da repartição. “Também temos convênio com três instituições de ensino, para atender aqueles que desejam se aperfeiçoar ou ter uma outra formação”, conta Marcos.

O próximo passo para melhorar a qualidade de vida no trabalho, de acordo com o administrador de Samambaia, é a criação de um espaço de convivência para os colaboradores. “Queremos montar uma área destinada às refeições e ao relaxamento dos servidores”, adianta. “O bem-estar dos funcionários tem um impacto muito positivo na sociedade. Um colaborador que se sente cuidado trabalha com dedicação e alegria”.

Consultoria

Espaço dedicado ao bem-estar reflete na produtividade dos servidores

A criação de um ambiente dedicado ao descanso dos trabalhadores também está nos planos da Administração Regional do Varjão. Não à toa, a repartição tem buscado o apoio da Sequali para tirar o projeto do papel. “Visitamos o Espaço Qualidade de Vida, montado no 16º andar do prédio anexo ao Palácio do Buriti, e queremos replicar a ideia aqui, dentro das nossas possibilidades”, comenta o administrador Daniel Crepaldi.

“Os servidores das administrações trabalham com uma carga de tensão razoavelmente alta, porque lidam diretamente com a comunidade. Então, sentimos a necessidade de equilibrar esse estresse diário com atividades que possam ajudar no relaxamento do servidor entre um atendimento e outro”, explica. “Também mudamos a forma de gerir nosso grupo de servidores, zelando por manter o ambiente de trabalho saudável, cuidando das relações interpessoais”, completa Daniel.

‌O Espaço Qualidade de Vida, que serviu de inspiração para a Administração do Varjão, é uma área de 1.320 m² que oferece refeitório, atendimento multidisciplinar e salas destinadas a jogos, meditação e leitura para quem trabalha na administração direta e indireta do DF. Por mês, cerca de 2 mil servidores frequentam o local.

‌“É muito satisfatório ver as administrações regionais montarem os próprios programas de qualidade de vida. A Sequali tem como objetivo justamente promover essa expansão, descentralizando o PQVT para todos os órgãos”, observa o titular da pasta ligada à Sefaz, Epitácio Júnior. “Um servidor que está confortável, que se sente valorizado, entrega um trabalho muito melhor para a população.”

‌Primeiros passos

‌A administração regional que deseja implantar seu próprio PQVT deve acionar seu agente de qualidade de vida – todos os órgãos do GDF têm servidores cumprindo esse papel. Cabe a esse representante entrar em contato com a Sequali para solicitar uma consultoria – a pasta conta com técnicos responsáveis por construir um plano de acordo com a realidade e a demanda de cada órgão.

“É importante trabalhar mais motivado, porque grande parte da comunidade procura a administração com problemas para resolver. E esse estresse reflete nos servidores”Márcio Oliveira, administrador do Núcleo Bandeirante

‌O administrador do Núcleo Bandeirante, Márcio Oliveira, revela que a consultoria tem ajudado bastante a desenvolver uma política de qualidade de vida que atenda às necessidades da repartição. “Estamos criando um espaço com redes, sofás, mesas e televisão, para que os servidores possam relaxar no horário do almoço”, informa. “Muitos dos nossos funcionários moram longe do trabalho e não conseguem almoçar em casa”.

‌Antes mesmo de a sala de descompressão ficar pronta, Márcio garante que os colaboradores já estão se sentindo valorizados. “Estão todos com uma expectativa alta para que o espaço fique pronto”, comemora. “É importante trabalhar mais motivado, porque grande parte da comunidade procura a administração com problemas para resolver. E esse estresse reflete nos servidores. Eles precisam de um momento de relaxamento”.

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo