“Casas de fim de semana” na mira dos brasilienses

“Casas de fim de semana” na mira dos brasilienses

Desde o início da pandemia da Covid-19, o estresse provocado pelo isolamento social fez com que muitos brasilienses saíssem da cidade grande e buscassem no campo uma melhor qualidade de vida. Houve quem, inclusive, se mudasse de vez para a área rural e quem procurasse por uma segunda residência, as famosas “casas de fim de semana”, para ficar perto da natureza e longe dos problemas. “Aqui no DF, por exemplo, só na nossa imobiliária, a demanda por essas opções chegou a 500%”, conta a especialista em imóveis de Alto Padrão, Aline Almeida, dona da Aline Almeida Gestão Imobiliária.

“São locais com atrativos naturais, tais como lagos, rios, mar, serra aérea, com terrenos grandes, com área de lazer, piscina e churrasqueira, e costumam ficar no raio de 100 km da primeira residência. Ou seja, um refúgio, um cantinho especial para aqueles que buscam estar com familiares e amigos”, ressalta a dona da Aline Almeida Gestão Imobiliária, corretora de imóveis há mais de 12 anos.

Um desses refúgios está às margens do Lago Corumbá IV, com comodidades rodeadas de natureza e tranquilidade. “Um lago fantástico, excelente também para esportes náuticos, lanchas, jet ski, pesca e kitesurf, muito procurado como lazer pelos brasilienses”, completa Aline Almeida. Existem também opções em Luziânia, Alexânia e Abadiânia, com grandes espaços de lazer e contato com a natureza.

Existem opções, ainda, nos chamados Condomínios Resorts, “para viver sem qualquer tipo de estresse”, afirma Aline Almeida, maior especialista em Condomínio Resort de Segunda Residência do DF. Isso porque tudo que os proprietários precisam chega até eles, no conforto de onde estão instalados. Os moradores têm ao alcance tudo o que um hotel proporciona, desde serviço de quarto, arrumadeira, restaurantes até área de lazer.

Do Metropoles

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo