Brasil chega a Cannes com alta de 31% nas inscrições e 1.930 concorrentes

Brasil chega a Cannes com alta de 31% nas inscrições e 1.930 concorrentes

País é a terceira maior força no total de trabalhos inscritos, atrás apenas de Estados Unidos (7.295) e Reino Unido (2.155)

O Brasil andou na contramão do mercado global e aumentou em 31% suas inscrições no Festival Internacional de Criatividade de Cannes, que inicia na segunda, 20, a sua 68ª edição. Ante queda global de 12% no total de inscritos no evento, as empresas atuantes no Brasil enviaram 1.930 concorrentes para a disputa de Leões em 2022. No total, o evento recebeu 25.464 inscrições, contra as 29.074 do ano passado, quando a festival realizou edição apenas online. Mantendo-se como terceira maior força no total de trabalhos inscritos, o Brasil aparece atrás apenas de Estados Unidos, que diminuíram suas inscrições em 20%, totalizando 7.295 trabalhos, e Reino Unido, com 2.155 concorrentes, praticamente o mesmo número do ano passado. Mantendo, assim, a mesma ordem dos mercados que mais inscrevem nas edições anteriores. Também se destacam em 2022, praticamente empatadas em quarto lugar, a Alemanha (1.235) e a França (1.234).

As áreas em que o Brasil concorre com mais inscrições são: Direct (184), Social & Influencer (180), Outdoor (154), Brand Experience & Activation (142) e Media (120).

Confira, a seguir, o total de inscrições brasileiras em cada uma das 29 competições do Cannes Lions 2022:

Brand Experience & Activation: 142

Creative B2B: 18

Creative Business Transformation: 17

Creative Commerce: 47

Creative Data: 29

Creative Effectiveness: 28

Creative Strategy: 36

Design: 72

Digital Craft:19

Direct : 184

Entertainment: 44

Entertainment For Music: 37

Entertainment For Sport: 83

Film: 70

Film Craft: 48

Glass: 15

Health & Wellness: 109

Industry Craft: 107

Innovation: 3

Media: 120

Mobile: 56

Outdoor: 154

Pharma: 9

PR: 87

Print & Publishing: 80

Radio & Audio: 66

Social & Influencer: 180

Sustainable Development Goals: 49

Titanium: 21

Por Alexandre Zaghi Lemos, para o Meio e Mensagem 

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo