Chrome chega à versão 100

Chrome chega à versão 100

 

O Google Chrome alcançou a versão 100 nesta terça-feira (29). Ilustrado com um novo ícone (antecipado nas versões de testes), o navegador está mais colorido no Android, abraçando mais características da Material You, mas se desfez do “Lite Mode”, recurso que ajudava a poupar dados móveis no celular e no tablet. Isso tudo, lógico, em meio a várias outras novidades.

Nada daqui, na verdade, é uma surpresa para testadores do Chrome e os mais ávidos por notícias sobre navegadores do Canaltech. Boa parte dos recursos — senão, todos — foram experimentados por usuários do Chrome Canary e Beta nas últimas semanas, antecipando recursos e ferramentas que estavam em construção para o público geral.

 

1. Novo ícone

A primeira e mais importante das novidades está na mudança da logo do Chrome. A renovação deixa o ícone com cores mais saturadas e totalmente chapado, mas ainda com grande semelhança ao modelo implementado em 2014, ano da última alteração. O ícone será visível em todos os atalhos do navegador que existem por aí.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O novo logo é mais simples e saturado, mas igualmente reconhecível (Imagem: Elvin/Twitter)

2. Mais cores

Em segundo lugar, está a maior influência da Material You na interface do navegador para Android. Menus flutuantes, página de “Nova Guia” e seção de Configurações agora são coloridos com tons extraídos do papel de parede.

 
Antes (à esquerda) e depois (à direita) da atualização Chrome 100 (Imagem: Reprodução/9to5Google)

3. Atalho para silenciar abas

Nesta compilação, começou a ser implementado na versão final o atalho para silenciar abas inteiras num clique. O recurso é conhecido por usuários de navegadores rivais, como o Edge — e até mesmo do Chrome, que dava suporte ao recurso, mas o abandonou em 2018.

Atualmente, o atalho pode ser ativado como uma flag no menu de recursos experimentais chrome://flags (Captura: Igor Almenara/Canaltech)

Adeus, Lite Mode

O “Lite Mode”, ou “Modo Lite”, foi a solução implementada pelo Google para ajudar a poupar dados móveis quando navegando pela web no Chrome. A função foi adicionada ao navegador em 2014, especialmente ao Android, e compactava páginas para reduzir o tamanho dos pacotes necessários para carregar conteúdo, melhorando tempo de carregamento.

O Modo Lite do Chrome para celulares deve ser extinto em breve (Imagem: Alveni Lisboa/Canaltech)

Porém, o modo caiu em desuso à medida que as tecnologias de conexão mobile (4G e 5G) foram evoluindo, com pacotes de internet cada vez mais generosos e rápidos. Quase oito anos depois, praticamente ninguém usa mais o modo de economia de dados e, por isso, ele vai ser aposentado.

4. Transição complicada

Ao chegar na primeira compilação com três dígitos, o Chrome bagunça a internet. Algumas páginas web consultam a versão do navegador durante o carregamento, contudo, essa verificação pode estar limitada a dois dígitos, não três — isso faria o Chrome 100 ser lido como Chrome 10.

Os três dígitos podem causar problemas para sites mais antigos (Imagem: Reprodução/Google)

Por isso, o Google precisou articular com a Mozilla, dona do Firefox, para tornar o padrão de três dígitos mais comum — em breve, o Navegador da Raposa também alcançará a compilação de número 100. Daí, restará aos desenvolvedores o trabalho de verificar a compatibilidade dos sites e das plataformas para o navegador com três dígitos.

Dificilmente essa questão será complicada de resolver, tampouco deve afetar muitos sites. Contudo, é bastante provável que páginas desenvolvidas há décadas — datadas de 1990 ou início dos anos 2000 —, precisem de reparos para lidar com os novos programas.

Atualização chega gradativamente

Como sempre, o Google deve distribuir a atualização do Chrome lentamente entre os usuários e as plataformas. Se você usa o navegador no computador, vale conferir se há pacotes disponíveis na seção “Sobre o Chrome”, dentro da aba “Ajuda”. No celular, a atualização deve ser liberada nas lojas App Store e Play Store.

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | para canaltech.com.br

 

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo