Tomate roxo transgênico

Tomate roxo transgênico

Confira os detalhes sobre esse tomate roxo modificado geneticamente que contém uma composição diferenciada de nutrientes.

 

A empresa Norfolk Plant Sciences deseja vender uma nova espécie de tomate nos Estados Unidos (EUA). Trata-se do tomate roxo transgênico, cuja composição é rica em nutrientes importantes, com ação antioxidante. Sendo assim, confira os detalhes sobre esse tipo de tomate e se ele é realmente um superalimento.

Tomate roxo transgênico

De acordo com os cientistas responsáveis pelo novo tipo de tomate, ele é um superalimento, pois supostamente apresenta uma série de benefícios à saúde humana. Nesse sentido, foram feito testes em animais, nos quais os resultados indicaram aumento da longevidade.

Qual o diferencial do tomate roxo?

O destaque do tomate roxo é que em sua modificação genética ele recebeu dois genes responsáveis por uma produção de antocianinas (pigmento roxo) até dez vezes maior. Em relação a esse pigmento, é um composto que atua como antioxidante no organismo e por isso combate o envelhecimento.

Além da ação antioxidante, as antocianinas também são úteis na prevenção de doenças cardiovasculares, câncer e problemas neurodegenerativos. Portanto, o novo tomate pode ser mais nutritivo.

O tomate roxo tem maior vida útil?

A professora Cathie Martin, responsável pela criação do tomate roxo em 2008, no Reino Unido, informou que esses frutos podem ter até o dobro de tempo de vida útil de um tomate normal. Isso pode fazer com que esses alimentos sejam mais atrativos comercialmente.

Empresa aguarda aprovação para começar a comercializar o tomate roxo nos EUA

A Norfolk Plant Sciences já enviou a documentação solicitada para a aprovação do tomate modificado geneticamente, porém ainda está aguardando a autorização para poder iniciar a comercialização do alimento nos EUA. Todavia, Eric Ward, membro da companhia, declarou que estão otimistas quanto à autorização.

Tomate geneticamente modificado (transgênico) é seguro?

O tomate transgênico, assim como outros alimentos que passam pelo processo de modificação genética, ainda divide opiniões quanto à segurança do seu consumo. Isso porque, até o momento, não existem estudos a longo prazo com análises sobre o impacto desses alimentos na nossa saúde, portanto não existe um consenso sobre o seu uso.

Existe o consumo de alimentos transgênicos no Brasil?

No Brasil, o consumo de alimentos transgênicos já dura alguns anos, sobretudo de milho e soja. Nesse sentido, os produtos alimentícios que contém esses alimentos entre seus ingredientes devem conter, obrigatoriamente, um triângulo amarelo com um T no meio indicando que se trata de um produto transgênico.

 

Compartilhe:

Alvaro Maciel

Deixe um comentário

Pular para o conteúdo